LEIA ANTES DE ACESSAR O CONTEÚDO

Este blog tinha como objetivo, apenas de ser um complemento para alunos do ensino médio, no que refere as Ciência Humanas AGORA também estaremos postando aulas com assuntos das Ciências Natureza (Biologia, Química e Física).


28/06/2013

Migrações Internas no Brasil





 Fala galera! Tudo bem? Na aula de hoje vamos falar sobre imigração interna brasileira. Nesta aula Vamos apresenta os principais fluxos migratórios brasileiros no período entre 1500 à  1930, destacando como foi a mobilidade demográfica neste período.


NOÇÕES PRELIMINARES:
As migrações correspondem à solução entre os fatores atrativos (aqueles que motivam a chegada das pessoas a um espaço) e os fatores repulsivos (aqueles que são considerados razões para uma pessoa abandonar um espaço, mesmo que temporariamente).

O assunto dessa nossa aula é MIGRAÇÕES INTERNAS.

E o que seria então migrações interna?

Migrações internas ocorrem quando pessoas migram de áreas de repulsão para áreas de atração dentro do mesmo país.

Quando estudamos a diversidade de paisagem do território brasileiro, por exemplo, nos  domínios morfoclimáticos observamos que existentes no território brasileiro diferenças não só naturais mas socioeconômicas, é como existissem 5 brasis dentro do mesmo território brasileiro. Essa diversidade faz com que exista dentro do Brasil áreas de atração e de repulsão populacional ao mesmo tempo que se reversão historicamente para cada momento histórico que a sociedade brasileira passou nestes últimos 5 séculos

 
Mas o que são mesmo áreas de atração e áreas de repulsão?


Áreas de repulsão de população

São áreas que perdem população em consequência de diversos fatores: 
- estagnação econômica, 
- utilização de tecnologia na agricultura dispensando um grande número de trabalhadores, - concentração fundiária, etc.

Áreas de atração de população

São áreas que recebem população de outras áreas. A atração é exercida por vários fatores, entre eles: 
- melhor oferta de emprego, 
- maior facilidade de acesso a terra etc.

Os principais movimentos populacionais internos são:
- migrações inter-regionais
- êxodo rural
- migrações pendulares nas grandes cidades




Então vamos lá galera!! ..... Em países grandes e desiguais como o Brasil é muito comum a ocorrência de imigrações internas. 

E podemos identificar no nosso país, dois padrões desses fluxos internos, são os chamados:

- Inter-Regionais (entre regiões)  
- Intra -Regionais (dentro da própria região )   

Veja o quadro abaixo: 



E o que são fluxos inter-regionais?

Como o próprio nome diz, fluxo inter-regional, são aquelas migrações que ocorrem entre as distintas regiões do nosso país, ou seja, o imigrante que:
- saiu do Nordeste que veio para o Sudeste 
- saiu do Sul e que veio para o centro-oeste ou para o Norte.

Já os fluxos intra-regionais ocorrem dentro da ppria região, ela aquela pessoa que:
- sai do litoral para o interior, 
- do interior para a Capital, etc...

Galera! A ideia chave para compreender e diferenciar o fluxo inter-regional para o intra-regional, basta você entender que esses fluxos inter-regionais são os fluxos mais antigos da nossa história. Antigamente era mais comum então o brasileiro que queria tentar a sorte e melhorar de vida tinha que migrar por longas distâncias entre as diferentes regiões de nosso país.

Isso era no século passado! E nesse inicio de século XIX como é? 

Desde o inicio desse século (XIX), o brasileiro não precisa mais percorrer longas distâncias para conseguir uma oportunidade de emprego. Na sua própria região, dentro do seu próprio estado ou em outro estado vizinho dentro da sua própria região que ele habita tem a oportunidade de emprego.

Nessa aula vamos falar especificamente dos fluxos inter-regionais, isto é, dos fluxos de brasileiros entre as várias regiões brasileiras 

 Então vamos lá!!

O primeiro fator influenciador é a concentração econômica

Então, pensa da seguinte forma:

- Por quê antigamente o brasileiro precisava andar tanto, se deslocando entre longas distancias (Nordeste para o Sudeste) atrás de um emprego fugindo por exemplo da fome provocada pela seca no Nordeste?

Resposta é bem clara: 

- Porque a economia brasileira antigamente concentrava-se em poucos lugares (como, por exemplo, no eixo Rio/São Paulo). E necessariamente o imigrante nordestino, que não tinha outra alternativa de sobrevivência se via obrigado a se deslocar à esses poucos locais onde se  concentravam as atividades econômicas como na cidade do Rio de Janeiro e na cidade de São Paulo na região Sudeste. 

O outro fator influenciador é a disponibilidade de terras. O Brasil no passado tinha muitos vazios demográficos, áreas então, que não haviam sido tão ocupadas, como por exemplo a região Centro-oeste e do Norte!. Nessas áreas as terras costumavam ser mais baratas, atraindo também migrantes.

FATOR INFLUENCIADOR CONCENTRAÇÃO ECONÔMICA:


Pensando no assunto de outra maneira, vamos analisar o mapa abaixo:



Vamos pensar da seguinte forma!

- Como a concentração econômica influenciava os fluxos imigratórios até 1930 no Brasil. E por que desde 1500 até 1930, o Brasil é apelidado de "Arquipélagos econômicos"?

De onde vem essa expressão???

Arquipélago é um conjunto de ilhas, então, a ideia é que o Brasil, ele não era um país todo integrado economicamente. Ele era um conjunto de ilhas de desenvolvimento econômico.  Não existia uma motor que dinamizasse e integrassem esses espaços!

Quando falamos em Ilhas falamos no sentido que eram áreas, praticamente isoladas e próximas. Enquanto áreas de atração populacionais essas eram áreas mais atrativas do país, para onde as pessoas imigravam para em busca de melhorias de vida! Essas ilhas na verdades tratavam-se de ciclos econômicos. Ciclos econômicos se refere à variações na Economia, no que diz respeito à intendade e duração. Um ciclo econômico não é algo previsível mas suas fases podem ser previstas!
  
Galera! O que  que você precisa saber é que eram nessas ilhas, onde se concentravam as atividades econômicas, tornando os lugares mais atrativos, os lugares que mais recebiam imigrantes 

Por exemplo, a ilha da cana-de-açúcar, a ilha da imigração, a ilha da borracha, a ilha do café, mais ou menos era dessa forma como estava configurada a economia do Brasil.

Então por causa da concentração econômica até 1930 os fluxos imigratórios tinham como principal direção os ciclos econômicos que concentravam as principais atividades econômicas do país..

E o que foi que mudou a partir de 1930 até 1970? 

Galera! Uma dessas ilhas prosperou - a ilha do café! A ilha do café acabou determinando a pioneira industrialização da região Sudeste, mas especificamente da cidade de São Paulo.

Entre 1930 a 1970 o Brasil que se industrializava não se industrializava todo ele! Não era todo o território brasileiro que estava sendo industrializado. Essa industrialização aconteceu especialmente e concentrada na região Sudeste, na cidade de São Paulo.


Por isso, durante esse período o lugar mais prospero do Brasil tornou-se a cidade de São Paulo e foi justamente nesse período que muitos imigrantes abandonaram o sertão nordestino , vieram para a cidade de São Paulo.

Sendo assim, por causa da concentração econômica entre as décadas de 1930 à 1970 a direção das imigrações internas se dirigia para a região  Sudeste, para a cidade de São São Paulo, por causa da sua industrialização, onde muitas pessoas abandonavam suas vidas no campo para tentar uma nova vida na cidade industrialização. E justamente por isso, que durante esse período de imigração ocorreu o êxodo rural. Istó é, os fluxos internos de migração no Brasil durante essa época podem ser associados a um intenso êxodo rural.

FATOR INFLUENCIADOR DISPONIBILIDADE DE TERRA.


pensando agora nesse ultimo fator influenciador. Temos mais um mapa 


Galera! entre 1960 à 1980 alguns fluxos imigratórios internos que ocorrem no Brasil, ocorreram em função da DISPONIBILIDADE DE TERRAS AGRÍCOLAS  

Essa particularidade é muito interessante. Então, olha só qual é a ideia!
Até 1960, praticamente o limite da produção agrícola estava  localizado na região Sul, Sudeste e Nordeste- estas eram as áreas produtivas do Brasil. Então antiga fronteira agrícola brasileira ficava entre os limites territorias das atuais regiões Nordeste, Sudeste e Sul.

A partir de 1960 o governo federal brasileiro começou uma série de políticas públicas de estimulo à ocupação agrícola do Centro-oeste e do Norte. Até porque a partir da década de 1970 diversas tecnologias foram desenvolvidas no campo que favoreceram então a ocupação dessas áreas que eram consideradas áreas naturalmente  inóspita.


Nesse período muitos pequenos e médio produtores rurais que viviam em regiões mais saturadas da produção agrícola brasileira, tanto na região Sul, como também Sudeste e Nordeste, viram nesses incentivos do governo a possibilidade de imigrar para essas novas áreas e prosperarem  e crescerem.


Assim, esse fluxo imigratório interno promovido pela disponibilidade de terra ele é conhecido como FRENTE PIONEIRA.

IMPORTANTE: Qual a diferença entre Frente Pioneira e êxodo rural?

- O êxodo é um movimento campo .... cidade;
- Já a frente pioneira é um movimento campo ... campo. Ou seja, as pessoas que abandonaram suas vdas no campo para começar uma nova vida no campo mas uma nova área onde as terras eram mais baratas.

Show!

Pensando no assunto de outra maneira, vamos analisar três mapas que presentam três momentos ou círculos                 


grande círculo vai ocorrer no final da primeira metade do século XX   (décadas de 50 e 600)

Boa parte do século XX, no Brasil, foi marcada por uma forte migração para a Região Sudeste, vinculada principalmente ao desenvolvimento da indústria. 

Local de atração populacional:

O processo industrial brasileiro ocorreu extremamente concentrado na região Sudeste do país, reafirmando assim a sua posição de grande coração econômico do país. 

Motivos: Obviamente, uma posição tão destacada trouxe um enorme volume de pessoas que chegavam em busca de melhores condições de vida (retratada na possibilidade de conseguir empregos, moradia e bom serviços).
Local de expulsão populacional:

O maior número de migrantes tinham origem no Nordeste, região que sofrera uma grande perda econômica e política ao longo da evolução econômica do país ( o grande ciclo do açúcar declino e o poder político da capital Salvador foi transferido para o Rio de Janeiro), contava com uma enorme quantidade de pessoas que precisavam de emprego e a buscaram através da migração para o Sudeste.



grande círculo vai ocorrer a partir do inicio da segunda metade  do século XX   (décadas de 60 e 70)
        
A partir de meados da década de 1960, o fluxo migratório interno dentro do Brasil começa a mudar para a região Centro- Oeste, inicia uma franca expansão econômica, graças ao agronegócio, é a que mais atrai imigrantes de outras regiões, sendo consolidada essa expansão no final da década de 1970 e ainda hoje atrai pessoas.

 
Local de atração populacional: A ocupação da parte central do país (até então muito vazia) = Região Centro -Oetes

Motivos: São dois os motivos (causas) principais:
1ª= É a construção de Brasília (responsável pela atração de migrantes durante a sua construção e consequentemente responsável pela permanência dessa mão de obra) que ocorreu no período do governo J.K. 
2ª = Adaptação pela Embrapa de sementes de soja ao clima tropical continental e a evolução tecnológica que nesse período o campo brasileiro sofreu, 
Local de expulsão populacional: Os motivos acima mencionados fez com que a região do Centro Oeste, trouxe muitos migrantes do Sul do país que chegavam atrás de enormes porções de terra com preços muito baixos se comparados aos se sua região de origem, além do nordeste e até do sudeste.


grande círculo vai ocorrer a partir do final da segunda metade  do século XX   (décadas de 70 e 80)

Ocorre uma Migração de retorno observa-se no mapa abaixo inicia-se um deslocamento de pessoas para sua região de origem, após ter migrado durante parte da vida para outros locais. Esse fenômeno passou a ocorrer na Região Nordeste a partir da década de 1980, com a melhora da economia local, e se acentuou nos últimos anos. 


Crescimento de cidades médias: Pessoas que não desejavam mais conviver com os problemas típicos dos grandes centros urbanos (trânsito, violência, alto custo de vida...) buscaram nas cidades médias do interior, que ofertavam uma boa quantidade de serviços, contudo, ainda não apresentavam os problemas típicos do inchaço urbano.
Migração de retorno: Simboliza a volta da população de origem nordestina a sua região de origem. Esse processo é fruto do processo de desconcentração industrial que ocorreu no Sudeste, no qual muitas indústrias foram para o Nordeste e criaram empregos formais e consequente aumento de renda. A região Nordeste apresenta crescimento econômico médio maior que o índice brasileiro.
Expansão da fronteira agrícola: A chegada da soja e da pecuária à região Norte fez com que aumentasse o número de trabalhadores na região. Vale ressaltar que a região Norte apresenta importantes concentrações populacionais em torno de suas maiores cidades, Belém-Pará e Manaus-Amazonas , e atraiu trabalhadores para projetos como Zona Franca de Manaus e construção da transamazônia. 



ATUALMENTE Observa-se que no Brasil.....
Os movimentos migratórios têm relação com a dinâmica econômica das regiões. O Sudeste continua sendo a região economicamente mais forte, porém há outros lugares onde se abrem mais empregos. O agronegócio cresce no Centro-Oeste e no cerrado nordestino. As indústrias estão se espalhando, várias indo para a Região Sul, mas também para a Norte e a Nordeste.
As mudanças na migração estão ligadas, nas últimas décadas, a uma transferência de indústrias do Sudeste para outras partes do país, bem como das regiões metropolitanas para o interior.

Nesse começo de século observa-se que o saldo migratório (o número de imigrantes que entraram em determinado estado, subtraído do número de emigrantes que saíram desse estado em direção a outros) que o Nordeste que historicamente apresentava saldo migratório negativo e o Sudeste, positivo. Agora, essa relação está mudando. Essa informações quando analisadas numa questão do enem pode o candidato tem êxodo na prova.


Chega de conversa e vamos responder e comentar algumas questões a esse respeito! OK!!!!

ATIVIDADE DE FIXAÇÃO:

1ª Questão: (UERJ - 2012) Observe o mapa abaixo:

Com base no mapa, é possível associar a macrorregião brasileira com maior proporção de migrantes à presença da seguinte dinâmica socioespacial:

(A) criação de área turística
(B) formação de distrito industrial
(C) ampliação de reserva ambiental
(D) expansão da fronteira agropecuária


A Alternativa correta é a letra  "D"

GEOGRAFALANDO COMENTA

O mapa temático apresenta a proporção de migrantes em relação à população total em cada microrregião brasileira. As localidades em que essa proporção é maior registram a presença de 9 a 40% de migrantes. Com base no mapa, a macrorregião Centro-Oeste é aquela na qual se encontram os percentuais mais elevados de população migrante, especialmente a porção norte desse espaço do país. Tal situação demográfica é resultado do avanço da fronteira agrícola: no Centro-Oeste, nos últimos quarenta anos, sobretudo em virtude da expansão da cultura da soja, a atividade pecuária foi gradualmente deslocada para o norte. A expansão das atividades agropecuárias gerou demandas de mão de obra que atraíram muitos trabalhadores de outras regiões do país.



2ª Questão: (UERJ - 2009) Ildenice Rita da Silva, de 33 anos, chegou a Brasília há 15 anos. Foi atrás da irmã, Denizelda de Carvalho,de 41, que morava na cidade desde a década de 70. Ildenice sonhava com um emprego melhor do que em Riachão das Neves, na Bahia, onde trabalhava na roça com a família. (...) De acordo com o Censo 2000, de 1995 a 2000, 15,6% das saídas do Nordeste tiveram como destino as cidades-satélites do Distrito Federal e os municípios goianos ao redor de Brasília. Além das promessas de emprego, uma política de distribuição de lotes, anteriormente iniciada, fez inchar o entorno de Brasília.
LISANDRA PARAGUASSÚ
Adaptado de O Globo, 12/05/2002
A situação relatada na reportagem possibilita estabelecer uma correlação entre dois processos de grande importância para a área das ciências humanas. Esses processos estão indicados em:

(A) urbanização - modernização agrícola
(B) migração - segregação socioespacial
(C) terciarização - reordenamento territorial
(D) metropolização - desemprego estrutural

A Alternativa correta é a letra  "B"

GEOGRAFALANDO COMENTA

O texto faz menção ao processo de migrações internas ocorrido no Brasil no final da década de 1950, a partir da transferência da capital do país para Brasília. Esse processo adquiriu significativa importância em função da política de assentamento de migrantes, desenvolvida com promessas de emprego e lotes. O objetivo era constituir em torno da capital um bolsão de mão-de-obra capaz de sustentar as demandas de emprego dos projetos de modernização do Centro-Oeste. Essa política, entretanto, segregava esses migrantes, tendo em vista que as áreas de moradia oferecidas eram de periferia e implicavam uma clara separação social no espaço da cidade.




Questões sobre Migração




1ª Questão ESPM- O mapa a seguir demonstra:





a) A marcha da industrialização brasileira.
b) Fluxo de migrações no século XX.
c) Extrativismo mineral.
d) As frentes pioneiras da agricultura brasileira.
e) A nova expansão industrial do século XX.



2ª Questão MACK O fenômeno urbano mais visível, em decorrência das migrações pendulares, é:


a) o aumento da mão-de-obra informal.

b) a formação exclusiva de cidades-satélites.

c) a formação de cidades-dormitório.

d) a diminuição dos cinturões verdes.

e) o aumento do efeito estufa.


3ª Qestão - FGV - Observe o mapa abaixo sobre os grandes fluxos migratórios no Brasil a partir de 1950.



Caracterize os fluxos numerados de 1 a 4, indicando:

a) Áreas envolvidas e década de início do fluxo.
b) Fator principal para ocorrência do fluxo migratório.



4º Questão - PUC/PR-  Leia atentamente o texto abaixo:


Todos os dias, milhares de jovens e adultos levantam-se antes do nascer do Sol, pegam o ônibus, mais outro ônibus e, cerca de uma hora depois, estão no município vizinho, uma metrópole. Lá está o seu lugar de trabalho ou de estudo, ou até de ambos, enfim, o lugar do seu longo dia. Pela noite, é hora de voltar. Um ônibus num terminal, outro ônibus e outro terminal e bem tarde, está em sua casa, em sua cidade, que é tipicamente uma cidade-dormitório. Noutro dia, o programa será o mesmo.

Esse é o cotidiano de milhares de pessoas que vivem nas regiões metropolitanas do Brasil: cada dia um vai-e-vem.


Essa forma de migração é denominada:


a) Movimento pendular.

b) Êxodo rural.

c) Êxodo urbano.

d) Migração sazonal.

e) Transumância.


5ª Questão - Com base na análise da ilustração e nos conhecimentos sobre as migrações no Brasil, com destaque para as nordestinas, pode-se afirmar:

(01) As migrações internas no Brasil, ao longo da sua história, sempre ocorreram no sentido
Centro-Oeste/Sul.
(02) A seca, a pobreza e a atração econômica exercida pelas outras regiões brasileiras foram os principais motivos dos fluxos migratórios extra-regionais dos nordestinos.
(04) O Estado de São Paulo, nas últimas décadas, tem recebido grande número de migrantes, porém, já não é tão receptivo aos nordestinos quanto no passado, em virtude, sobretudo, da saturação do mercado de trabalho para a mão-de-obra não qualificada.
(08) O aumento da população do Nordeste e o seu desenvolvimento econômico provocaram a formação de novos fluxos, voltados para as regiões de criação de gado do Centro-Oeste, da
Amazônia e do Sul, colocando São Paulo em segundo plano, no volume de migrantes
nordestinos.
(16) A “migração de retorno” é formada por pessoas de mais de 50 anos, com alta escolaridade, que são atraídas pela boa qualidade de vida do Nordeste.
(32) A migração realizada entre os estados do Nordeste é relativamente baixa, porque os benefícios fiscais dos governos estaduais atraíram inúmeras indústrias, cujo mercado de trabalho absorveu toda a mão-de-obra disponível em seus estados.
(64) As grandes secas foram marcadas pela transumância realizada pelos “corumbas”, do Sertão semi-árido para o Litoral e para a Zona da Mata úmidos, onde trabalhavam geralmente em empregos sazonais ou temporários.


6ª Questão -FUVEST - A imigração de italianos (desde o final do século XIX) e a de japoneses (desde o início do século XX), no Brasil, estão associadas a

a) uma política nacional de atração de mão-de-obra para a lavoura e às transformações sociais provocadas pelo capitalismo na Itália e no Japão.
b) interesses geopolíticos do governo brasileiro e às crises industrial e política pelas quais passavam aItália e o Japão.
c) uma demanda de mão-de-obra para a indústria e às pressões políticas dos fazendeiros do sudeste do país.
d) uma política nacional de fomento demográfico e a um acordo com a Itália e o Japão para exportação de matérias-primas.
e) acordos internacionais que proibiram o tráfico de escravos e à política interna de embranquecimento da população brasileira.

7ª Questão - FURG - As migrações são movimentos de grupos populacionais de um lugar para outro, e possuem caráter variado em duração, em distâncias percorridas e em objetivos dos migrantes. Com referência aos movimentos migratórios e imigratórios no Brasil, é INCORRETO afirmar que:

a) Nas décadas de sessenta e setenta, houve fluxos migratórios significativos de sulistas em direção ao Centro-Oeste e Norte do país.
b) O período mais intenso da imigração alemã ocorreu entre 1849 e 1872, instalando-se principalmente nos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina.
c) Os italianos formaram o grupo mais expressivo numericamente e destacaram-se nas plantações de café do Sudeste e na produção vinícola do Rio Grande do Sul.
d) Na década de quarenta, grandes contingentes populacionais se dirigiram do Norte para o Nordeste, em busca de emprego nas áreas urbanas do litoral nordestino.
e) A lavoura de cana-de-açúcar na Região Sudeste atraía, até a modernização desta cultura agrícola, o maior contingente de trabalhadores temporários oriundos do Nordeste brasileiro.


8ª Questão - UTRPR - Os imigrantes brasileiros enviaram US$ 7 bilhões ao país a partir dos EUA em 2006, segundo estudo do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) obtido pelo "Financial Times". Assim, osbrasileiros só perdem para os mexicanos (US$ 23 bilhões em 2006) no ranking de remessas de latino-americanos para seus países de origem. Sem o dinheiro enviado pelos imigrantes, entre 8 milhões e 10milhões de famílias viveriam abaixo da linha da pobreza.

http://clipping.planejamento.gov.br/Noticias.asp?NOTCod=343070

Considerando as características dos movimentos demográficos atuais, analise as afirmações abaixo:

I) A fronteira mexicana e a Costa Oeste norte-americana revelam- se as principais portas de entrada dos imigrantes ilegais, assim como os países do Mediterrâneo o são para a Europa.
II) Imigrantes geralmente são essenciais para as economias desenvolvidas, pois servem como mão-de-obra barata e com poucos benefícios sociais e econômicos.
III) Apesar do surgimento de uma classe local de extrema direita, fortemente xenófoba e racista, nos países ricos, o imigrante do Terceiro Mundo pode ter papel importante na reversão do envelhecimento daquelas populações.
IV) Na realidade, o impacto da imigração ilegal pode ser sentido no elevado índice de desemprego dos países centrais, que é maior que nos países subdesenvolvidos, pois concorrem com os baixos salários pagos aos clandestinos.

Estão corretas:

a) apenas I.
b) apenas I e II.
c) apenas I, II e III.
d) todas as afirmações.
e) nenhuma das afirmações.

9ª Questão - UFSJ - A Grande Imigração de trabalhadores europeus para o Brasil, a partir da década de 1880, caracterizou-se por sua

a) distribuição homogênea pelo território nacional, sob a forma de trabalho sazonal e sem direitos sócias ou usufruto da terra, típica dos "bóias-frias".
b) destinação prioritária para a lavoura cafeeira, sob a forma de trabalho semi-assalariado do colonato, e parcial para o nascente trabalho fabril nas cidades.
c) distribuição homogênea pelo território nacional, sob a forma da pequena propriedade, e parcial em atividades artesanais nos pequenos municípios.
d) destinação prioritária para a região amazônica, sob relações de dependência por dívidas no "barracão", e parcial na construção de estradas de ferro.

10ª Questão - UNICAMP -

O impacto sobre São Paulo dos migrantes nordestinos, que chegaram à cidade no meio do século XX, foi tão grande quanto os efeitos produzidos pelos imigrantes que vieram da Europa, do Oriente Médio e da Ásia em décadas anteriores. Nos dois casos, os que dominavam a cidade incentivaram a vinda desses trabalhadores e suas famílias (...). Entretanto, os efeitos sociais e políticos foram sempre mais difíceis de digerir como demonstram os casos recentes de uma prefeita da cidade e de um presidente da República, nascidos no Nordeste, e objetos em São Paulo de preconceitos nada sutis.
(Adaptado de Paulo Fontes, Um Nordeste em São Paulo –Trabalhadores migrantes em São Miguel Paulista (1945-66). Rio de Janeiro: FGV, 2008. p.13.)

a) Qual a maior cidade nordestina fora do Nordeste brasileiro? Por que houve o incentivo ao processo imigratório de nordestinos para São Paulo?

b) Quais as principais determinantes sociais e econômicas do processo migratório de nordestinos para São Paulo em meados do século XX?

11ª Questão - UEPB - Observe o gráfico que trata da proporção de migrantes na população total por regiões brasileiras.
Com auxilio da leitura do gráfico assinale V ou F para as proposições conforme sejam Verdadeiras ou Falsas.

( ) A Região Centro-Oeste apresenta o maior percentual de migrantes na formação de sua população, o que se deve principalmente à atração exercida pelo Distrito Federal e pela expansão da fronteira agrícola, que tornou a região fonte de forte atração populacional.
( ) O processo de integração do território nacional configurou o Nordeste como a região de perdas tanto demográficas como econômicas, que ainda tem como principal destino dos seus migrantes a Região Sudeste.
( ) A política de povoamento e de integração da Amazônia implantada pelos militares nos anos de 1970 transformou essa região numa área de expansão do capital e da fronteira agrícola, que passou a ser um dos principais destinos dos migrantes nordestinos e sulistas, daí a importância numérica dos migrantes na composição de sua população.
( ) O processo de desindustrialização ocorrido nas últimas décadas na Região Sudeste fez com que esta região perdesse totalmente a liderança na atração de migrantes para as Regiões Norte e Centro-Oeste, além de ser hoje uma região que não perde população devido à migração de retorno.

A alternativa que apresenta a sequência correta é:

a) V V V F
b) V F F V
c) F V V V
d) F V V F
e) V F F F

12ª Questão  - MACK - Observe a ilstraçao abaixo:

Realidades, como essa da ilustração, sempre foram comuns no Brasil. Os fluxos migratórios internos determinaram a ocupação de grandes extensões de seu território. Nos séculos XVII e XVIII, a procura por metais preciosos levou paulistas e nordestinos a Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso. Com a expansão do café pelo interior de São Paulo, chegavam levas de mineiros e nordestinos. No século XIX, o ciclo da borracha ajudou a povoar a região Norte por nordestinos. No século XX, as atividades agrícolas e industriais levaram ao Sudeste milhares de brasileiros de todas as partes, principalmente, nordestinos.

A respeito das migrações internas atuais, é INCORRETO afirmar que

a) nos últimos anos, o Centro-Oeste foi a região que mais recebeu migrantes devido à expansão do agronegócio da cana-de-açúcar e aos investimentos destinados à implantação industrial, fruto da descentralização do Sudeste.
b) a Região Sudeste, grande atrativo de migrantes durante anos, já constata declínio migratório em razão do aumento do desemprego. Em 2005, atinge seu ponto mais alto de perdas, 269 mil moradores, segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA).
c) os movimentos migratórios estão mais intensos dentro dos próprios estados, com o desenvolvimento de pólos industriais dentro e fora das grandes capitais.
d) os fluxos migratórios, muitas vezes, desestabilizam famílias que, sem condições de sobrevivência, abandonam suas regiões de origem sem perspectivas imediatas de satisfazê-las em outras áreas do país.
e) a Região Nordeste mantém sua tendência histórica, pois ainda é a principal área de origem dos migrantes no Brasil.


13ª Questão:  - UFSC - A ilustração abaixo mostra que os fluxos migratórios são uma constante no espaço brasileiro.
MORAES, Paulo Roberto. Geografia geral e do Brasil – banco de questões. São Paulo: Harbra, 2001. p. 79. [Adaptado]

Assinale a alternativa que apresenta CORRETAMENTE dois fatores que explicam a rapidez e a intensidade com que o campo tem impelido os trabalhadores rurais em direção aos centros urbanos.

a) Prática da policultura e instalação de comunas populares.
b) Mecanização agrícola e concentração fundiária.
c) Especulação imobiliária e estímulo à agricultura de subsistência.
d) Fascínio pela cidade e prática do cooperativismo agrícola.
e) Violência rural e monocultura de subsistência.

Gabarito:
1) B   
2) C  
3) 


a) Resposta esperada:

Fluxo 1

Nordeste (principalmente das áreas rurais) para os grandes centros urbanos do Sudeste (em especial São Paulo e Rio de Janeiro).
Teve sua maior expressão a partir da década de 1950.

Fluxo 2

Nordeste (principalmente áreas rurais) para a Amazônia.
Teve sua maior expressão a partir do final da década de 1960 e ao longo dos anos de 1970.

Fluxo 3: Nordeste e Sudeste (em especial Minas Gerais) para o Centro-Oeste, em decorrência do processo de ocupação desta região.
Teve início no final de década de 1950.

Fluxo 4

Dos estados da Região Sul e Sudeste (especialmente São Paulo e Minas Gerais) em direção aos estados do Centro-Oeste e Norte.
Teve sua expansão inicial a partir da década de 1960 para a região Centro-Oeste e da década de 1970 para a região Norte.

b) Resposta esperada:


Fluxo 1: 

representou a busca por melhores condições de emprego e subsistência, com a transferência de população de uma região deprimida economicamente (sobretudo as áreas rurais do sertão nordestino) para uma região de grande crescimento econômico (SP e RJ), decorrente da expansão dos processos de industrialização e consolidação como centro do capitalismo nacional, no sudeste e da concentração fundiária no Nordeste

Fluxo 2: 

ocorreu em busca de ocupação econômica, seja na forma de mão-de-obra (garimpos, exploração madeireira, projetos agropecuários etc.) seja como no assentamento e ocupação de áreas rurais na condição de pequeno produtor familiar. A concentração fundiária no Nordeste foi fator que, também, contribuiu também para este fluxo migratório.

Fluxo 3: 

gerado pelos programas de incentivo à ocupação do Centro-Oeste brasileiro, tendo como principal motor a construção de Brasília. Caracterizado pela migração de mão-de-obra ocupada nas obras de expansão da infra-estrutura (estradas, ferrovias, instalação de novas cidades) e como mão-de-obra agrícola.

Fluxo 4: 

representou a expansão da fronteira agrícola para as regiões Centro-Oeste e Norte do Brasil. Neste processo, podem se diferenciar, sobretudo, dois tipos de migrantes: os pequenos e médios produtores rurais do Sul e Sudeste do Brasil que instalam propriedades no Centro-Oeste e trabalhadores rurais em busca de colocação na área de expansão das atividades agropecuárias. As dificuldades de desmembramento das propriedades agrícolas, por herança, na segunda e terceira geração foi fator que estimulou a diáspora dos sulistas em direção ao Centro Oeste e Norte.
 
4) A   
5)  2+4+64 = 70  
6) A   
7) D   
8) C
9) ?
10
a) São Paulo é a maior cidade nordestina fora do Nordeste. O incentivo ao processo imigratório de nordestinos para São Paulo se deu pelo baixo preço da mão de obra desses trabalhadores, fundamentais para o notável crescimento econômico da capital e de sua Região Metropolitana. Ou seja, esse processo migratório foi incentivado pela necessidade de maior contingente de trabalhadores para as diversas atividades econômicas em São Paulo.
 

b) Por um lado, em relação ao local de origem, o processo migratório de nordestinos deveu-se à fragilidade econômica da região e ao processo de intensificação da concentração fundiária, bem como às dificuldades climáticas que dificultavam a prática agropecuária. Por outro lado, no que concerne ao local de destino, o processo migratório de nordestinos foi influenciado, em grande medida, pela oportunidade de empregos gerados, sobretudo, pela indústria e pela construção civil, além do setor de serviços e de comércio, bem como pela esperança de melhores condições de vida. Assim, em grande medida, o processo migratório foi motivado pelas desigualdades regionais.



12) A   

13) B




Galera é interessante estudar esse assunto pois é um dos mais recorrentes  nas PROVAS do ENEM! 


E o que é que você precisa saber sobre esse assunto!!??????????????


A ideia chave na hora de resolver uma questão do Enem sobre esse tema é observar aquela perguntinha que fica depois do texto ou do mapa ou gravura (o seja, o que o elaborador da questão quer que você  responda em relação a uma determinada habilidade) tipo saber...identificar, relacionar as causas ou consequências que levam (motivam) a chegada ou a saída de brasileiros de um espaço para outro mesmo que temporariamente.



Geralmente nos enunciados que envolvem o TEMA do agronegócio é cobrado os motivos da migração no Brasil está ligado a ocupação de enorme porções de terra (áreas planas, com solos férteis, com água próxima e abundante) que atraem pessoas sejam pelo fato de serem doadas pelo  governo federal ou vendida a preço bastante baixos, como incentivo para iniciar uma ocupação de determinado território. Podem ser outros, etc. Vamos pegar como exemplo, a região Centro-Oeste no inicio de seu povoamento.




Ou ainda a estagnação econômica(região nordeste= ciclo da cana de açúcar, séc. XVI ou ainda o ciclo da borracha na região norte, séc. XIX), ou utilização de tecnologia na agricultura dispensando um grande número de trabalhadores(regiões sul,sudeste e centro oeste nos últimos 30 anos), ou ainda a concentração fundiária (em varias regiões do Brasil),


1ª Questão - Uerj

 

Faroeste caboclo

− Não tinha medo o tal João de Santo Cristo.
Era o que todos diziam quando ele se perdeu.
Deixou pra trás todo o marasmo da fazenda
[...]

Ele queria sair para ver o mar
E as coisas que ele via na televisão
Juntou dinheiro para poder viajar
De escolha própria, escolheu a solidão

[...]
E encontrou um boiadeiro com quem foi falar
[...]

Dizia ele: − Estou indo pra Brasília
Neste país lugar melhor não há.
[...]

E João aceitou sua proposta
E num ônibus entrou no
Planalto Central
Ele ficou bestificado com a cidade
[...]

E João não conseguiu o que queria quando veio pra
Brasília, com o diabo ter
Ele queria era falar pro presidente
Pra ajudar toda essa gente
Que só faz sofrer.

RUSSO, R. Que país é este?. EMI, 1987.


O enredo do filme Faroeste caboclo, inspirado na letra da canção de Renato Russo, foi contado muitas vezes na literatura brasileira: o retirante que abandona o sertão em busca de melhores condições de vida. A existência de retirantes está associada fundamentalmente à seguinte característica da sociedade brasileira:


a) Expansão acelerada da violência urbana.
b) Retração produtiva dos setores industriais.  
c) Disparidade econômica entre as regiões nacionais.
d) Crescimento desordenado das áreas metropolitanas.  
e) Aumento da qualidade de vida de toda a população.
.



8 comentários:

  1. Parabéns pelo seu conteúdo, ele é muito bom. Porém, deixo como dica que você revise a disposição deste conteúdo na página, com uma melhora, o blog pode ficar bem mais atrativo!

    ResponderExcluir
  2. Rapaz, o conteúdo é bom só que parece que foi um ctrl+c ctrl+v. Está com muita falta de coerência parece até que você traduziu o texto no google tradutor. Não acho que cometeria certos erros apresentados no texto.
    Fica a mesma dica que o colega disse acima: REVISE TODO O TEXTO ANTES DE POSTAR.

    ResponderExcluir
  3. Tem pessoas que não tem simancol,a preocupação em colocar um texto legal,verificar a forma mais fácil de explicar,exemplos e provas e tem os eternos insatissfeitos que ainda criticam,as críticas são válidas o que não pode é usá-las de forma degradante,aprendam a viver em sociedade,o que vocês tem feito para melhorar a vida de outras pessoas,seus magoados,não poderiam usar uma linguagem menos depreciativa.

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...