LEIA ANTES DE ACESSAR O CONTEÚDO

Este blog tinha como objetivo, apenas de ser um complemento para alunos do ensino médio, no que refere as Ciência Humanas AGORA também estaremos postando aulas com assuntos das Ciências Natureza (Biologia, Química e Física).


13/02/2013

CRESCIMENTO DA POPULAÇÃO MUNDIAL


Objetivos da Aula:


- Explicar tendências do crescimento demográfico em países desenvolvidos na atualidade 
- Caracterizar a evolução da população mundial ao longo dos tempo.
- Identificar diferentes fases de evolução da população mundial.
- Caracterizar o crescimento lento(período pré-industrial)
- Caracterizar crescimento rápido e acelerado que ocorreu num primeiro momento nos países ricos e nos países países pobres no pós 2ª GM.
-Caracterizar estagnação demográfica nos países ricos.

Olá pessoal, Nessa aula, vamos estudar o crescimento da população mundial

Então vamos lá!!

NOÇÕES PRELIMINARES:

A população cresce de duas formas em uma determinada área:
-Pela diferença entre a taxa de natalidade e mortalidade (crescimento natural ou vegetativo).
-Pela diferença entre a taxa de imigração (entrada de pessoas) e emigração (saída de pessoas).



Galera! É muito comum no Enem ser cobrado esse assunto!

Por questões didáticas vamos deixar o texto da questão de cor verde e vermelho para os comentários do estudo! Então vamos lá!

ENEM 2001 - Prova comentada - Questão 46 –

De acordo com reportagem sobre resultados recentes de estudos populacionais, "... a população mundial deverá ser de 9,3 bilhões de pessoas em 2050. Ou seja, será 50% maior que os 6,1 bilhões de meados do ano 2000.(...) Essas são as principais conclusões do relatório Perspectivas da População Mundial – Revisão 2000, preparado pela Organização das Nações Unidas (ONU). (...) Apenas seis países respondem por quase metade desse aumento: Índia (21%), China (12%), Paquistão (5%), Nigéria (4%), Bangladesh (4%) e Indonésia (3%).

Esses elevados índices de expansão contrastam com os dos países mais desenvolvidos. Em 2000, por exemplo, a população da União Européia teve um aumento de 343 mil pessoas, enquanto a Índia alcançou esse mesmo crescimento na primeira semana de 2001.

(...) Os Estados Unidos serão uma exceção no grupo dos países desenvolvidos. O país se tornará o único desenvolvido entre os 20 mais populosos do mundo." 
O Estado de S. Paulo, 03 de março de 2001.


Considerando as causas determinantes de crescimento populacional, pode-se afirmar que,


(A) na Europa, altas taxas de crescimento vegetativo explicam o seu crescimento populacional em 2000.
(B) nos países citados, baixas taxas de mortalidade infantil e aumento da expectativa de vida são as responsáveis pela tendência de crescimento populacional.
(C) nos Estados Unidos, a atração migratória representa um importante fator que poderá colocá-lo entre os países mais populosos do mundo.
(D) nos países citados, altos índices de desenvolvimento humano explicam suas altas taxas de natalidade.
(E) nos países asiáticos e africanos, as condições de vida favorecem a reprodução
humana.

GEOGRAFALANDO COMENTA:
Os estudos demográficos apontam uma tendência global: os países desenvolvidos apresentam taxas de crescimento vegetativo baixas, enquanto os países subdesenvolvidos apresentam taxas de crescimento vegetativo elevadas. Dessa forma, os países subdesenvolvidos serão os principais responsáveis pelo crescimento demográfico projetado pelo relatório da ONU e contarão com as maiores populações.
 
Os Estados Unidos, apesar de apresentarem taxas de crescimento populacional baixas, estarão entre os vinte países mais populosos do mundo em 2050. Esse fato ocorre em função de o país ser um dos principais centros de atração populacional da atualidade, como é mencionado na alternativa C.
Então a resposta é a alternativa com a letra: C

O que é que você precisa saber sobre esse assunto!!!

Vejamos a tabela abaixo:




A) Evolução do crescimento demográfico

A partir da análise da tabela observa-se que a população mundial  do período que se estende entre o século I à meados do século XVII cresceu de forma muito lenta, passaram-se cerca de 1.650 anos para que a população mundial dobrasse de 250 milhões de habitantes para 500 milhões de habitantes (crescimento de 100%). Podemos dizer que nesse período quase não houve crescimento populacional. Só a partir daí com o conjunto de transformações que ocorriam no mundo europeu, como: o renascimento das cidades, a descobertas do continente americano e o fortalecimento do comércio ultramarino, entre a Europa e o resto do mundo, etc. Iniciou-se um processo de crescimento da população mundial em intervalos de tempo cada vez menores. Esses intervalos de tempo foram dividido em três fase, conforme mostraremos a seguir. 

1ª Fase: Crescimento Lento
Entre o período de 1650 à 1800, fim da idade média ao início da idade moderna estendendo-se até a revolução industrial, houve um considerável crescimento da população mundial. Ela cresceu cerca de 400 milhões de habitantes (num intervalo de cerca de 150 anos). O motivo desse aumento foi o processo de urbanização em que passava o continente europeu, o que foi marcado por altas taxas de natalidade. Durante esse período a expectativa de vida da população era extremamente baixa para os parâmetros atuais (cerca de 30 anos em média). Nesse período as condições médicas/hospitalares e sanitárias eram muito precárias o que ocorriam também altas taxas de mortalidade, devido principalmente a fatores como problemas de saúde e higiene, guerras e fome. 

Esse crescimento restringiu-se basicamente ao continente europeu.
 
2ª Fase: Crescimento Exagerado
Nos século XVIII e XIX houve um crescimento exagerado. Isso deu-se graças ao advento da revolução industrial nos países desenvolvidos da Europa. Na Europa esse crescimento coincidiu com o período da ocorrência de duas das três Revoluções Indústrias (a primeira e a segunda revoluções industriais). No século XX o mesmo crescimento exagerado ocorreu também nos países desenvolvidos ditos “novos” (EUA e Japão) e nos países subdesenvolvidos em geral ocorreu na segunda metade do século XX. 

IMPORTANTE: Esse crescimento exagerado ocorrem e três diferentes períodos, em três diferentes regiões do planeta. Contudo, existe um fator em comum entre esses três momentos que foi a ocorrência da 1ª e 2ª Revoluções indústrias que traziam consigo o inevitável processo de urbanização do mundo industrializado. O surgimento da indústria vez com que as pessoas que moravam no campo migrassem para as cidades em busca de melhorias nas condições de vida, como: melhorias médico-hospitalares, de higiene e limpeza (combate a epidemias), combate a fome. Todos estes fatores fizeram que ocorresse uma considerável diminuição da taxa de mortalidade aliada a uma diminuição menos ampla da taxa de natalidade. 

Os países mais pobres ainda estão atravessando essa fase. 

No último século, a população mundial cresceu em uma escala nunca antes vista, principalmente nos países subdesenvolvidos. Países da África, América Latina e Ásia tiveram um crescimento substancial de suas populações, caracterizando um aspecto claro de explosão demográfica.

Observa-se na tabela que o crescimento populacional teve um extraordinário crescimento no século XX, principalmente de 1901 a 2000, o número de habitantes da Terra passou de 1,6 bilhão para 6,1 bilhões. Esse aumento foi maior a partir da década de 1950 (cerca de 150%). Somente no período de 1987 a 1997, a população mundial aumentou em 1 bilhão de pessoas. O acréscimo de 86 milhões de pessoas verificado no fim dos anos 1980 (1989-1990) foi o maior da história da humanidade.

Apesar da diminuição da taxa de crescimento, as previsões são de que a população mundial vai continuar crescendo.

Entretanto, já existem dados de análise que determinam que, aproximadamente no ano de 2023, a população tende a diminuir o ritmo de crescimento, buscando assim um equilíbrio populacional. 


3ª Fase: Estabilidade

Fase em que ocorrem baixas taxas de natalidade e mortalidade, estão atravessando essa fase os países desenvolvidos, nos quais a taxa de crescimento é muito baixa (cerca de 1%) ou às vezes nula. Alguns países que apresentam um crescimento muito baixo estão investindo no aumento populacional como forma de manter os traços culturais e a identidade nacional, como é caso da França, Suíça, Finlândia, dentre outros.

Os países subdesenvolvidos ainda apresentam altos índices de crescimento populacional.

A partir dessas considerações iniciais vamos iniciar propriamente a nossa aula. Como você pode perceber bem! O crescimento demográfico é um tema muito simples e ao mesmo tempo muito complexo no estudo da dinâmica populacional. Por quê?

- Simples porque ao analisar o crescimento de uma população, levamos em consideração num primeiro momento apenas o aumento puro e simples do número total de habitantes, isto é. da população absoluta.

- Complexo porque precisamos analisar os fatores que levaram o aumento dessa população. Por que? Porque são eles nos revelará os motivos (causas desse aumento), e principalmente suas prováveis consequências.
Mas como é que a gente faz essa análise desse crescimento populacional?
Para realizarmos tal análise, devemos quantificar as variáveis que compõem o cálculo do crescimento demográfico. Nesse caso, usaremos varias formulas matemáticas envolvendo as variáveis principais no cálculo do crescimento demográfico que são NATALIDADE, MORTALIDADE e MIGRAÇÃO

Dados estatísticos têm demonstrado que a população vem crescendo no âmbito global, contudo com intensidades e proporções geográficas diferentes.


ATIVIDADE DE FIXAÇÃO:



1ª Questão:UERJ - 2013 - Observe a tabela abaixo:
A despeito das taxas de fecundidade apresentadas, a estabilidade demográfica, projetada para vários países desenvolvidos em 2050, baseia-se em fenômenos atuais, com destaque para:

(A) redução da natalidade, estabelecida pela maior expectativa de vida
(B) expansão da mortalidade, provocada pelo envelhecimento dos grupos etários
(C) deslocamento populacional, condicionado pelas disparidades socioeconômicas
(D) demanda por mão de obra qualificada, favorecida por políticas governamentais

GEOGRAFALANDO COMENTA:

O gráfico apresenta projeções para a redução da população de diversos países, tendo em vista suas taxas de fecundidade. Todos os países relacionados possuem essas taxas situadas abaixo do índice de reposição, contudo, boa parte deles – França, Holanda, Inglaterra, Suécia, Suíça, Áustria e Espanha – não deverá ter suas populações reduzidas em 2050. No contexto atual da globalização econômica, em especial da integração de espaços como a comunidade europeia, a estabilidade demográfica é derivada das migrações e deslocamentos populacionais, motivadas por situações políticas, mas também pelas disparidades socioeconômicas, que potencializam a busca de oportunidade de emprego e de melhoria da qualidade de vida.

8 comentários:

  1. Desta maneira entende-se até 2050 e estimativa da população mundial será mais maior que esta acima perspectivada. Com isto é aconselhável que o presidente que comanda o mundo todo, tem arranjar maneira para que esta população tenha lugar possivel este.

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pelo post!! Mas não me ajudou muito....

    ResponderExcluir
  3. Grande bosta esse post! Escreva coisas mais uteis!!!!!!!!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...