LEIA ANTES DE ACESSAR O CONTEÚDO

Este blog tinha como objetivo, apenas de ser um complemento para alunos do ensino médio, no que refere as Ciência Humanas AGORA também estaremos postando aulas com assuntos das Ciências Natureza (Biologia, Química e Física).


26/10/2012

A DINÂMICA DA CROSTA TERRESTRE: Minerais e rochas (Recursos minerais))


 1- Minerais e rochas
A crosta terrestre é constituída por muitos tipos diferentes de rochas e minerais. oxigênio, silício, alumínio, ferro, magnésio, cálcio, potássio e sódio são alguns dos principais componentes encontrados na litosfera. Os diferentes arranjos cristalinos e combinações químicas destes elementos produzem a diversidade de rochas e minerais. Existe um processo constante de transformação. A Terra tem 4,5 bilhões de anos, mas as rochas mais antigas apenas 3,9 bilhões de anos, pois as anteriores foram recicladas em novas rochas.


Os minerais podem ser entendidos como: “um elemento ou composto químico resultante, em geral, de processos inorgânicos, de composição química definida e, encontrado naturalmente na crosta terrestre”.

As rochas são o material que compõe a porção sólida da superfície terrestre, constituídas pela agregação de um ou mais minerais. São classificadas em ígneas, sedimentares e metamórficas, de acordo com o processo de formação.

a)   ROCHAS ÍGNEAS OU MAGMÁTICAS: São rochas que resultam do resfriamento de materiais primitivos no estado de fusão, ou seja, do magma.
Dependendo do local e das condições onde sofrem o resfriamento se subdividem em:

•  Intrusivas, plutônicas ou abissais- quando o resfriamento ocorre em camadas inferiores da crosta terrestre, resfriando lentamente e favorecendo o crescimento de cristais.
Podem originar grandes formações rochosas como: dioritos, granitos, sienitos, etc.
•  Extrusivas, efusivas ou vulcânicas- o resfriamento é rápido pois ocorre na
superfície terrestre, formando os edifícios vulcânicos ou estendendo-se por grandes áreas (derrames). Apresentam cristais pequenos, exemplificada pelo basalto, riolito, etc.

b)   ROCHAS SEDIMENTARES: São rochas resultantes da desintegração da crosta terrestre, sendo formadas por partículas de outros materiais, que sofrem a ação das águas, dos ventos e das variações de temperatura, agregando-se ou não aos restos de seres vivos. Acumulam em depósitos, formando as camadas sedimentares.

São subdivididas em:
•  Detríticas ou Clásticas - resultantes de sedimentos de outras rochas. Ex.: arenito, cascalho, argilito, etc.
•  Orgânicas - quando se compõem, sobretudo de restos de seres vivos, como o calcário, turfa, hulha, etc.
•  Químicas - quando se originaram de reações químicas, tais como o sal gema, a dolomita, as estalactites e os salitres.

c)   ROCHAS METAMÓRFICAS: As elevadas temperaturas e pressões a que são submetidas às rochas provocam alterações em sua estrutura, dando origem às rochas metamórficas. Assim, o arenito pode dar origem ao quartzito; o calcário ao mármore e o granito ao gnaisse.


2- Os recursos minerais
A sociedade de modo geral necessita muito dos bens minerais. Os bens minerais têm uma importância tão significativa que uma das formas de se dividir as fases de evolução da humanidade é em função dos tipos de minerais utilizados como: idades da pedra, do bronze, do ferro, etc.

Os minerais estão diretamente relacionados ao dia-dia da população, seja quanto as necessidades básicas do ser humano - alimentação, moradia e vestuário, ou para o desenvolvimento – máquinas, fontes de energia, entre outros.

Os minerais são extraídos da natureza, mais precisamente do subsolo. Após essa etapa, que recebe o nome de extrativismo mineral, os minérios seguem para as siderúrgicas onde são forjados ou beneficiados, para então serem transformados em bens de consumo, como carros, motos, jóias, eletrodomésticos e muitos outros, além de serem úteis na construção civil.

Os recursos minerais possuem composições físicas e químicas distintas, fato que os classifica em:

  Metálicos: Como ferro, alumínio, manganês, magnésio, cobre, mercúrio, chumbo, estanho, ouro, prata e urânio, que detêm em sua composição física e química elementos de metal, o que favorece a condução de eletricidade.

  Não-metálicos: Como cloreto de sódio, enxofre, fosfatos, nitratos, areia, argila, cascalho, amianto, água, petróleo e carvão mineral. Minerais desprovidos em sua composição física e química de elemento metálico.

De modo popular entre os minerais, existem aqueles de origem orgânica, como os minérios fósseis que possuem boa capacidade de combustão: gás natural, carvão mineral e o petróleo. Na verdade não são minerais e sim mineralóides, uma vez que é formado por processo orgânico.

Os recursos minerais servem de apoio para o desenvolvimento de um país. Os minérios não estão distribuídos de forma igual na superfície terrestre.
Países como o Japão, a Itália e os Tigres Asiáticos são paupérrimos desses recursos, enquanto nações como a África do Sul, Austrália, Brasil, o Canadá e os Estados Unidos foram muito beneficiados pelo acaso.

Fonte: IBGE, 1999; e Almananque Abril, 2002
A concentração da produção é particularmente elevada em alguns minerais: por exemplo, os cinco principais produtores de ferro reúnem 72% da produção mundial; o mesmo acontece com o ouro (70%), o níquel (70%) e a prata (65%). Os percentuais diminuem para o cobre (59%), o zinco (58%) e o chumbo (50%).

Mas deve-se levar em consideração que nem sempre, o país detentor do minério é o que mais se beneficia com seu uso econômico. Exemplificando esse caso, alguns países desprovidos de capital, tecnologia e indústrias de base, acabam por simplesmente fornecer matéria-prima aos países desenvolvidos que, a partir de então, buscam controlar essas reservas.

Os países subdesenvolvidos são detentores de uma grande quantidade das jazidas mundiais de minério. No entanto, esses produtos são adquiridos e controlados quase que em sua totalidade por companhias multinacionais e consumidos em países desenvolvidos. Desse modo, é fácil afirmar que os recursos minerais são causa de conflitos permanentes em países miseráveis, como em Serra Leoa, na África negra, que tem no diamante a razão de sua guerrilha longínqua.

Entre os minérios de grande importância para o mundo atual, podem ser citados:


8 comentários:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...