LEIA ANTES DE ACESSAR O CONTEÚDO

Este blog tem como objetivo, ser um complemento para alunos do ensino médio, no que refere as Ciência Humanas.


07/11/2011

Aula HIDROGRAFIA = águas continentais




Fala galera !! Tudo bem? Na aula de hoje vamos falar sobre GEOMORFOLOGIA FLUVIAL, nessa aula vamos estudar um conceito em hidrografia muito importante que é Bacia Hidrográfica!
 
Vamos detalhar melhor esse assunto! 

 O que vem a ser mesmo uma bacia hidrográfica?

Galera! Toda bacia hidrográfica é composta por um RIO PRINCIPAL, abaixo temos um exemplo disso! Vejam. 


O traço abaixo (linha de cor azul) representa a visão de um rio visto de uma posição aérea! Vamos considerar que ele seja um rio principal de uma bacia hidrográfica e que seu curso dá-se da esquerda para a direita.






PRIMEIRA OBSERVAÇÃO:
- sabe qual é a margem direita e esquerda desse rio?

O que você precisar fazer ou saber para identificar as margens sem nenhum erro?


Basta você se posicionar dentro do rio de costas voltadas para a nascente! A água sempre se desloca da nascente para a sua foz, então fica de costa para a correnteza. Para não erra basta observar a direção do curso da água. Feito isso! Ai é só abrir as mãos! 

A margem direita estará indicada pela mão direta (lado direito do rio) e a margem esquerda (lado esquerdo do rio) estará indicada pela mão esquerda.  Assim, as margens de um rio pode ser identificadas como o lado direito e lado esquerdo! Seguindo sempre o sentido da corrente do rio em que ele, rio, se desloca. 

Mas, caso você não estando em um rio e precisando identificar as margens de um rio, como por exemplo,  em uma carta cartográfica, como na gravura acima. O que você precisa fazer?

 -Primeiramente só em você observar o mapa você perceberá que existe dois lados  no mapa. O lado que fica acima do leito do rio que trata de uma das margens do rio e o que fica a baixo do leito do rio que trata da outra margem!

Então! A partir do leito do rio podemos dividir o mapa em dois lado.

Mas qual é a margem direita e qual é a margem esquerda?       

Para identificá-las você precisa saber qual é a direção do curso do rio! Segundo a gravura acima, ele se dá da esquerda para a direita. Isso que dizer que sua nascente fica na esquerda e sua foz (onde suas águas desaguam) a direita. 

É só se projetar para o rio! Observando a gravura você ficará de costas para o oeste! Abrindo as mãos  seguindo a gravura o lado esquerdo seguindo o curso do rio trata-se da porção que fica acima do leito do rio (norte) e a porção que fica abaixo (sul) fica o lado direito do rio, ou seja, a margem direita. 


IMPORTANTE:
Quando seguimos o curso de um rio em direção à sua nascente, estamos nos dirigindo a montante; quando tomamos o sentido contrário, ou seja, no sentido da sua foz, estamos a jusante do rio.

Ao longo do seu curso, os rios apresentam curvas em seu traçado; são os meandros. O local em que um rio se une, ou seja, a junção entre dois ou mais rios constitui uma confluência.

Todos os rios são classificados de acordo com seu tipo, que podem ser: perene ou intermitente.

O escoamento das águas que caem sobre a superfície terrestre e que podem dar origem aos rios, apresenta uma organização ou traçado, formando uma drenagem. Existem quatro tipos de drenagem fluvial: exorréica (quando as águas escoam para o oceano), endorréica (quando os rios desembocam em lagos ou mares internos), arréica (quando as bacias hidrográficas não apresentam nenhuma estrutura definida, típica das regiões áridas) e criptorréica (drenagens subterrâneas que se formam em solos de formação calcária)




QUADRO SÍNTESE
1) FEIÇÕES FLUVIAIS – Características principais dos rios
a) Leito: lugar onde corre o rio. O talvegue é parte mais aprofundada no meio do leito.
b) Nascente: local onde surge o rio, normalmente por um “olho d’água” (ou “mina”, área onde, por rachaduras na crosta, a água chega e sai à superfície)
c) Abastecimento
 Tipos de abastecimento:
-Pluvial – abastecido pela água das chuvas
 -Nival ou térmico – abastecido pelo degelo de neves e/ou geleiras
 -Misto – abastecido por chuvas e degelo de neves e/ou geleiras
d) Foz: local onde o rio deságua
Tipos de foz
-Estuário – rio deságua em um único canal
-Delta – rio deságua em vários canais
-Mista – rio deságua num canal maior e vários canais menores.
e) Curso:
Tipos de cursos:
-Alto – Próximo da nascente, é mais acidentado e predomina a retirada de sedimentos 
-Médio – Parte intermediária, tem relevo intermediário e predomina o transporte de sedimentos
-Baixo – Próximo da foz, tem relevo mais suave e predomina a deposição de sedimentos.

f) Drenagem:
Tipo de drenagem:
-Exorreica – o rio corre direto para o mar ou oceano;
-Endorreica – o rio corre para o interior do continente;
-Arreico – sem drenagem ou direção específica, o rio infiltra-se no solo ou evapora;
-Criptorréica – drenagens subterrâneas que se formam em solos de formação calcária.
g) Relevo onde corre
Tipos de Relevo:
- De Planalto – encachoeirado, ideal para a geração de energia elétrica.
- De Planície – suave, ideal para a navegação e a pesca.
 h) Disponibilidade de água
Tipo de disponibilidade de água: 
-Perene – possui água o tempo todo;
-Temporário ou intermitente – seca durante a estiagem;
- Efêmeros – aparecem apenas nas épocas das chuvas. 
i) Orientação geográfica:
Tipos de orientação geográfica
- Margem esquerda – aquela que está à esquerda de quem desce o rio;
- Margem direita – aquela que está à direita de quem desce o rio;
- Montante – tudo o que está mais próximo da nascente;
- Jusante – tudo o que está mais próximo da foz.
Dica: montante lembra montanha, ou seja, parte mais alta do rio e jusante lembra onde ele jaz, ou seja, onde ele “morre” (sua foz).



2) IMPORTÂNCIA DOS RIOS:

– O importante uso da água dos rios está na produção de energia elétrica, por meio da construção de barragens, que formam grandes lagos artificiais.
– Abastecimento de residências, escolas, hospitais, lojas, restaurantes, etc. As águas de um rio podem, também, ser utilizadas como matéria-prima na fabricação de diversos produtos, como bebidas e remédios.
– Nas usinas hidrelétricas, a água represada é aproveitada para movimentar turbinas, que fazem funcionar os geradores de eletricidade.
– Nas áreas agrícolas, a água é utilizada para irrigação e na higiene e tratamento dos animais.
– Quando o rio apresenta diferença de nível (rios de planaltos), os seres humanos construíram eclusas, que funcionam como elevadores de navios, permitindo a navegação.

3) CARACTERÍSTICAS GERAIS:

– Riqueza em rios e pobreza em formações lacustres.
– Todos os rios brasileiros são, diretamente ou indiretamente, tributários do Atlântico.
– A desembocadura dos nossos rios é, em geral, em forma de estuário, fazendo exceção aos rios Parnaíba, Acaraú, Piranhas (foz em Deltas) e o rio Amazonas, que possui foz mista.
– A maior parte dos rios brasileiros são de planaltos.
– A maior parte dos rios brasileiros apresentam regime Tropical Austral, com cheias de verão e estiagem no inverno.
– Três são os divisores de água: Cordilheira dos Andes, Planaltos das Guianas e Planalto Brasileiro.
– Predomínio de rios exorréicos e perenes.


Atividade de Fixação
 

01.(UEL/PR–2008)Quando a maior parte do volume das águas depende do derretimento de geleiras ou do degelo de picos nevados, o rios se encontra na categoria:
a) arreica.
b) exorreica.
c) jusante.
d) montante.
e) nival.

02. (UEPG/PR) Sobre os rios, seus elementos, erosão, transporte e sedimentação fluviais, assinale o que for correto.

01. Nas regiões que normalmente coincidem como seu curso superior, onde a maior declividade do terreno acarreta maior velocidade das águas, a ação erosiva de um rio é menos intensa.
02. Os rios de planalto geralmente possuem grande força hidráulica e têm importância para a produção de energia elétrica, fundamental para o desenvolvimento industrial.
04. As planícies de inundação ou aluvionais são formadas por ocasião das cheias dos rios.
08. As pequenas partículas de sedimentos, tais como silte e argila, são transportadas em suspensão constituindo-se na carga de suspensão de um rio.
16.Dando-se as costas para suas nascentes, à direita ficam as margens direitas e, à esquerda, as margens esquerdas.

03. (UEPG/PR–2009) As características do relevo da América do Sul e, mais especificamente, do território brasileiro, faz em com que tenhamos no Brasil importantes rios, que fluem nas mais diferentes direções. Sobre este assunto, assinale o que for correto.

01. Rio São Francisco, conhecido como Rio da Integração Nacional, flui predominantemente no sentido sul – norte, com tendência sudoeste – nordeste e com deslocamento oeste – leste na sua porção final.
02. O Rio Paraná, que tem um importante potencial hidrelétrico, flui no sentido norte – sul, com tendência nordeste – sudoeste.
04. O Rio Amazonas, o de maior volume de águas do mundo, flui no sentido oeste – leste; ele nasce na Cordilheira dos Andes e deságua no Oceano Atlântico.
08. O Rio Paranapanema, que faz a divisa entre São Paulo e o Paraná ao norte de nosso estado, e o Rio Iguaçu, de grande potencial hidrelétrico, fluem predominantemente de leste para oeste, para o interior do continente.
16. O Rio Tocantins, importante a fluente do Rio Amazonas, flui na direção norte – sul.

04. (FMN/PE–2009) O Brasil apresenta uma das maiores riquezas hidrográficas do planeta. Embora pobre em lagos naturais, nosso território é fartamente banhado por rios extensos e caudalosos, configurando bacias fluviais de significativas dimensões e influências. Sobre isso, considere as seguintes proposições:
I. A Bacia Amazônica é a que apresenta maior potencial hidráulico do Brasil.
II. A Bacia do Paraná caracteriza-se pelo predomínio de rios de planície, com baixo aproveitamento  hidrelétrico.
III. As usinas hidrelétricas de Itaparica e Moxotó localizam-se na Bacia do São Francisco.
IV.O Rio São Francisco apresenta-se, na atualidade, bastante assoreado, em função, principalmente, do desmatamento de seus terrenos ribeirinhos.
V.O Rio Amazonas “nasce” na cordilheira dos Andes, na Colômbia, e desemboca no Golfão Amazônico, onde o processo de sedimentação originou a ilha do Bananal.
São verdadeiras apenas as proposições:
a) II, III e V.
b) I,II e IV.
c) I,III e IV.
d) I,II e V.
e) II,IV e V.

Respostas dos exercícios da aula:
01 –E;
02 –30 (02+04+08+16);
03 –15 (01+02+04+08);
04 –C.



05. (UFPA) Define-se “LAGOS DE VÁRZEA” como sendo aqueles oriundos da acumulação de aluviões fluviais. Deduz-se que tais formações devem ser encontradas:
                                
a) de modo abundante no país.
b) no Rio Grande do Sul (como as Lagoas dos Patos e Mirim).
c) na Amazônia.
d) no baixo Paraná.
e) no alto São Francisco.
                                                             
06. (UFRJ) A bacia hidrográfica brasileira com maior possibilidade de navegação é:
                                
a) Bacia do São Francisco;
b) Bacia do Paraná;
c) Bacia do Uruguai; 

d) Bacia Amazônica;
e) Bacia do Paraíba do Sul.

07. (UNOPAR) A expressão “Bacia Hidrográfica” pode ser entendida como:

a) o conjunto das terras drenadas ou percorridas por um rio principal e seus afluentes.
b) a área ocupada pelas águas de um rio principal e seus afluentes no período normal de chuvas.
c) o conjunto de lagoas isoladas que se formam no leito dos rios quando o nível de água da água baixa.
d) o aumento exagerado do volume de água de um rio principal e seus afluentes quando chove acima do normal.
e) o lago formado pelo represamento das águas de um rio principal e seus afluentes.
08. (FUND. OSWALDO CRUZ) A rede hidrográfica brasileira apresenta, dentre outras, as seguintes características:

a) grande potencial hidráulico, predomínio de rios perenes e predomínio de foz do tipo delta.
b) drenagem exorréica, predomínio de rios de planalto e predomínio de foz do tipo estuário.
c) predomínio de rios temporários, drenagem endorréica e grande potencial hidráulico.
d) regime de alimentação pluvial, baixo potencial hidráulico e predomínio de rios de planície.
e) drenagem endorréica, predomínio de rios perenes e regime de alimentação pluvial.
09. (UNIV. CATÓLICA - Pelotas) A Bacia Platina é formada por grandes bacias secundárias, possuindo o maior potencial hidrelétrico instalado no Brasil, e a maior usina hidrelétrica construída até hoje. Esse potencial é localizado na bacia do rio:

a) Piratini
b) Uruguai
c) Paraguai
d) Paraná
e) São Francisco
10. (UNIV. ESTÁCIO DE SÁ) Aponte a afirmativa incorreta:

a) O regime dos rios brasileiros depende das chuvas de verão.
b) Talvegue é a linha de maior profundidade do leito do rio.
c) Os rios brasileiros possuem um regime pluvial, excetuando-se o Amazonas que é complexo.
d) Todos os rios do Brasil podem ser caracterizados como perenes.
e) A foz de um rio pode ser de dois tipos: o estuário, livre de obstáculos, e o delta, com ilhas de luvião separadas por uma rede de canais.
11. (FAC. AGRONOMIA E ZOOTECNIA de Uberaba) Leia as afirmativas abaixo sobre a hidrografia brasileira:

I. É a maior das três bacias que formam a Bacia Platina, pois possui 891.309 km2, o que corresponde a 10,4%  da área do território brasileiro.

II. Possui a maior potência instalada de energia elétrica, destacando-se algumas grandes usinas.

III. Em virtude de suas quedas d'água, a navegação é difícil. Entretanto, com a instalação de usinas hidrelétricas, muitas delas já possuem eclusas para permitir a navegação.

Estas características referem-se à bacia do:

a) Uruguai
b) São Francisco
c) Paraná
d) Paraguai
e) Amazonas



 
Questão Discursiva:

QUESTÃO 01
Analise este trecho:
A Bacia Hidrográfica do Rio São Francisco é uma das maiores do País, tanto em área quanto em número de população que a habita, mas não em quantidade de água. [...] O que dá ao Rio São Francisco um caráter singular, para o sertanejo, é o fato de parcela considerável dos demais rios da região, a partir da Bahia, ser basicamente intermitente – só existe na estação chuvosa. E o Velho Chico permanece com vastos volumes de água, nunca menos de 600m3/s, mesmo nos anos e nos meses mais secos.
Retrato do Brasil, n. 10, p. 49, maio 2008. (Adaptado)

A partir dessa análise e considerando outros conhecimentos sobre o assunto,


a). CITE uma bacia hidrográfica brasileira que possui volume de água maior que o da Bacia do São Francisco e APRESENTE o principal fator responsável pelo volume de água maior na bacia hidrográfica citada.

 Resposta:

Bacia Hidrográfica: Bacia Amazônica. 
Fator: Além de possuir um regime de alimentação mista (pluvial e nival) está inserida dentro da região climática Equatorial que apresenta pluviosidade muito alta, ente 2000 a 2500 mm, regularmente distribuída pelos meses do ano.

b). EXPLIQUE por que o Rio São Francisco permanece perene, “com vastos volumes de água, [...] mesmo nos anos e nos meses mais secos”.
  Resposta:
O Rio São Francisco nasce na Serra da Canastra, em Minas Gerais, região de Clima Tropical, tem 36 tributários de porte significativo, dos quais 19 são perenes. Os principais contribuintes são os da margem esquerda, rios Paracatu, Urucuia, Carinhanha, Corrente e Grande, que fornecem cerca de 70% das águas em um percurso de apenas 700 km. Na margem direita, os principais tributários são os rios Paraopeba, das Velhas, Jequitaí e Verde Grande. Além disso, suas barragens controlam a vazão durante o ano.
  

QUESTÃO 02
(UNICAMP) As discussões sobre a instalação da Usina Hidrelétrica de Belo Monte iniciaram-se no começo da década de 1970, definindo os primeiros diagnósticos sobre o inventário hidrelétrico da bacia hidrográfica na qual a usina será instalada. Em fevereiro de 2010, foi concedida a licença ambiental para a construção da usina, considerada a maior usina hidrelétrica inteiramente brasileira.
a) Em qual bacia hidrográfica será construída a Usina Hidrelétrica de Belo Monte, e em qual unidade federativa será localizada?
b) Aponte um impacto ambiental e um impacto sócio-econômico decorrentes da instalação e do funcionamento de uma usina hidrelétrica de grande porte no bioma em que será instalada a usina de  Belo Monte.
Resposta:
a) A usina será construída na bacia hidrográfica do rio Xingu (Amazônica), no Estado do Pará.
b) Impactos ambientais: alteração da dinâmica fluvial; inundação de grandes áreas; extinção de espécies da fauna e da flora; desaparecimento de áreas cultiváveis. Impactos sócio-econômicos: desapropriação e deslocamento de pessoas para outras áreas; mudança na organização espacial; deslocamento da população indígena.


1- (Ufpi) Preservar a biodiversidade constitui uma das condições básicas para manter os ambientes sadios no nosso planeta. Essa afirmação refere-se a uma preocupação:
a) mundial, porque as espécies levaram milhões de anos para se desenvolverem e muitas delas podem
desaparecer do mundo em poucas décadas, se a poluição e o desmatamento indiscriminado tiverem
continuidade.
b) regional, porque o desaparecimento de espécies de animais pode ser responsável por problemas alimentares e pelo aumento de pragas, pela ruptura da cadeia alimentar, em algumas regiões do mundo.
c) apenas para os Estados Unidos e países da Europa que já destruíram quase totalmente suas florestas, por terem desenvolvido seu setor industrial há muito tempo.
d) apenas para países e regiões que se organizaram politicamente em espaços áridos ou semi-áridos, como a Namíbia e o Nordeste do Brasil, que dependem do pouco que resta de seus ecossistemas.
e) apenas para países que utilizam uma tecnologia altamente desenvolvida, que precisam de organismos vivos como fonte original dos princípios ativos.
2- (Ufal - modificada) Os combustíveis fósseis representam as fontes de energia mais consumidas há mais de um século. Atualmente, as estatísticas revelam que cerca de 1/6 da população mundial é responsável por mais da metade do consumo energético global. Estes dados
a) indicam que há um forte desperdício de energia nos países ricos.
b) mostram que onde a industrialização é mais antiga o consumo de energia é menor.
c) demonstram o forte contraste socioeconômico existente no mundo atual.
d) têm pouco significado porque não é o consumo de energia que mostra o padrão de vida de um grupo.
e) não são importantes porque o maior consumo é da população pobre.

3- (Ibmec) Questão: Numa demonstração bastante evidente de que os problemas ambientais despertam enorme preocupação em todo o mundo, vários são os encontros realizados para tratar do tema, tais como a ECO-92, no Rio de Janeiro e a Rio+10, em Johanesburgo (África do Sul). Analise as seguintes afirmativas sobre as questões ambientais:
I – A chamada “crise ambiental” atinge exclusivamente os países ricos, pois é uma conseqüência direta da produção industrial, praticamente inexistente nos países pobres;
II – As últimas décadas do século passado conheceram uma série de propostas dos países ricos de superação dos problemas ambientais a partir de uma modificação da matriz energética, propostas estas que contaram com o apoio unânime do G-7;
III – O aquecimento global, resultante do chamado “efeito estufa”, é um dos mais preocupantes problemas ambientais da atualidade, afinal ele deverá atingir todo o planeta.
Assinale:
a) se apenas a afirmativa I for correta
b) se apenas a afirmativa II for correta
c) se apenas a afirmativa III for correta
d) se as afirmativas I e II forem corretas
e) se as afirmativas II e III forem corretas
4- (Puccamp) A queima do petróleo acarreta danos ambientais diretos, dentre os quais
a) a erosão dos solos e a chuva ácida.
b) a chuva ácida e o efeito estufa.
c) o empobrecimento do solo e as inversões térmicas.
d) a destruição da camada de ozônio e o efeito estufa.
e) as inversões térmicas e a destruição da camada de ozônio
5-(Faculdade Trevisan) O desmatamento indiscriminado pode trazer diversas conseqüências para a
sociedade, exceto:
a) Aumento do processo de erosão dos solos.
b) Modificações climáticas com elevação da temperatura.
c) Diminuição da umidade.
d) Assoreamento dos rios.
e) Amenização do efeito estufa.
6- (Fatec) Considere o que se afirma sobre problemas no meio ambiente.
I.  Um dos maiores poluentes dos oceanos é o petróleo. Com o intenso tráfego de navios petroleiros, esse tipo de poluição alcança níveis elevadíssimos.
II. Calcula-se que a poluição do ar tenha provocado uma diminuição do teor de gás carbônico na
atmosfera, participando da diminuição do aquecimento global.
III. Boa parte dos detritos pode ser recuperada ou reciclada. O Brasil desponta como um país onde a reciclagem é elevada.
Está correto apenas o que se afirma em:
a) I.
b) II.
c) I e II.
d) III.
e) II e III.
7- (PUC-SP)
             “Depois de cinco anos sem realizar pregões, a Bolsa de Valores do Rio de Janeiro [...] vai voltar a respirar o ar dos negócios. No próximo dia 15, a instituição dará início ao seu mercado de créditos de carbono, tornando-se a primeira do planeta a comercializar este tipo de título [...] A instituição vai listar projetos que já foram validados por órgãos de certificação [...] que são uma promessa de boa geração
de créditos por meio de Mecanismos de Desenvolvimento Limpo (MDLs) [...]”
(Daniele Carvalho. “Rio inicia pregão de carbono”. In: Jornal do Brasil. 24 ago. 2005, p. A20)
Esses créditos vão contribuir para o “resgate de carbono” da atmosfera. Assinale a alternativa que se refere ao tratado internacional que deu origem aos MDLs e aponta os fundamentos que os justificam.
a) Protocolo de Montreal, no qual os países membros se comprometeram com a redução gradual do uso do gás clorofluorcarbono. 
b) Painel Intergovernamental sobre Mudança Climática, em que foi emitido relatório afirmando que a ação do homem poderia estar causando o efeito estufa.
c) ECO 92, no Rio de Janeiro, na qual os países se comprometeram a reduzir voluntariamente a emissão de gases causadores do efeito estufa.
d) Protocolo de Kyoto, no qual foram criadas alternativas e estabelecidas metas globais para que os países pudessem alcançar as metas de redução da emissão de gases causadores do efeito estufa.
e) Convenção da Basiléia, na qual foram discutidos a comercialização e o depósito de substâncias tóxicas que podem poluir a atmosfera.
8- (Ufrrj) A inevitável devastação ambiental decorrente do processo de desenvolvimento industrial é um "quadro" que começa a se modificar a partir da defesa pública de um novo conceito: O DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL.
O uso dessa expressão tem a finalidade de
a) sustentar a inevitável necessidade do desenvolvimento.
b) garantir que o desenvolvimento contemporâneo não se sustenta.
c) sustentar o meio ambiente em detrimento do desenvolvimento.
d) propor a conciliação do desenvolvimento com o meio ambiente.
e) divulgar a insustentável situação do meio ambiente.
9- (Ufscar) A respeito da conservação e da preservação do meio ambiente, foram apresentadas as proposições seguintes.
I. Conservar, ou conservação dos recursos naturais, significa não aproveitar, isto é, guardar ou preservar.
II. A idéia de preservar normalmente implica tombar ou estabelecer um patrimônio cultural-ecológico.
III. A questão ambiental era mais importante, em nível internacional, durante a ordem bipolar, de 1945 a 1991.
IV. A biodiversidade é um assunto que ganhou crescente destaque nas discussões ambientais, a partir da Terceira Revolução Industrial.
Estão corretas as proposições:
a) I e IV.
b) II e IV.
c) III e IV.
d) I, II e III.
e) I, II e IV.
10- (Unirio) A idéia de DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL tem sido cada vez mais discutida junto às questões que se referem ao crescimento econômico. De acordo com este conceito considera-se que:
a) o meio ambiente é fundamental para a vida humana e, portanto, deve ser intocável.
b) os países subdesenvolvidos são os únicos que praticam esta idéia, pois, por sua baixa industrialização preservam melhor o seu meio ambiente do que os países ricos.
c) ocorre uma oposição entre desenvolvimento e proteção ao meio ambiente, e, portanto, é inevitável que os riscos ambientais sustentem o crescimento econômico dos povos.
d) se deve buscar uma forma de progresso socioeconômico que não comprometa o meio ambiente sem que, com isso, deixemos de utilizar os recursos nele disponíveis.
e) são as riquezas acumuladas nos países ricos em prejuízo das antigas colônias, durante a expansão colonial, que devem, hoje, sustentar o crescimento econômico dos povos.
11- (Uel) "Se cada uma das seis bilhões de pessoas da Terra tivesse computador, celular e carro, consumisse a mesma quantidade de água, de cereais e de energia que os americanos, seria preciso quatro planetas para dar conta do recado." ("Isto É", n. 1719, 11 set. 2002. p. 75.)
Com base no texto e nos conhecimentos sobre a apropriação de bens de consumo e recursos no mundo atual, é correto afirmar:
a) O padrão de consumo norte-americano é sustentável pelo fato de os Estados Unidos possuírem recursos próprios em quantidade suficiente para atender sua demanda.
b) As bases do padrão de consumo norte-americano são a sustentabilidade, o conservacionismo e o preservacionismo ambiental.
c) Para atingir uma economia sustentável, o padrão de consumo norte-americano deve ser disseminado entre os diferentes povos.
d) O padrão de consumo norte-americano evidencia uma relação socioambiental predatória e insustentável.
e) O acesso a bens de consumo nos países subdesenvolvidos pode alcançar o atual padrão norte-americano sem prejuízo ao meio ambiente. 
12 (Vunesp)– As usinas nucleares produzem eletricidade a partir da fissão do átomo. Os perigos do uso da energia atômica, com a atual tecnologia disponível, foram claramente revelados através de acidentes ocorridos nas usinas de Three Mile Island (Estados Unidos), 1979, Chernobyl (ex-URSS), 1986, e Tokaimura (Japao), 1999.


a) cite duas principais desvantagens da energia nuclear e três países para os quais o uso desta fonte energética é importante.


b) Quais as justificativas para a escolha do local de construção das usinas nucleares no Brasil?

13 – (UNESP) Escreva sobre o carvão mineral no Brasil, qual e o tipo predominante, onde se localizam as maiores jazidas e como é utilizado.

14 – (UERJ) Para Cezar Benjamin, a atual crise de energia no Brasil foi artificialmente criada para alterar nossa matriz energética na direção que o capital internacional desejava. Sobre esta questão escreve o autor:
Essa alteração implicava um absurdo evidente, o Brasil devia abrir mão de sua vantagem comparativa no setor (...). Passaríamos da hidreletricidade (...) para a termeletricidade (...)
                                                                        CAROS Amigos, jun. 2001.
O Brasil privilegia as fontes renováveis na sua matriz energética e, conforme o autor, disto não deveria abrir mão.
Para a opção de privilegiar o setor hidrelétrico, apresente um argumento:
a)    de ordem natural:
b)    de ordem econômica:


15 – (FGV-SP) Esse programa fez despertar o processo no qual fica evidente a alta potencialidade natural do Brasil no estratégico campo energético. Posteriormente, esse programa, de êxito mundial indiscutível, foi praticamente interrompido. Na realidade, o programa, como, concedido pela STI, visava a substituição não somente da gasolina, mas dos demais derivados do petróleo por combustíveis renováveis e limpos do ponto de vista ambiental, isso porque o Brasil não importava gasolina, mas petróleo.
             VIDAL, J.W.B. Revista Caros Amigos, ano IV, n. 37, abr.2000.p.42.
O texto faz referencia ao Programa

a)    Nuclear Brasileiro, desenvolvido, pelo governo federal na década de 70, interrompido por pressões de grupos ambientalistas na década de 80.
b)    Energético, de extração do petróleo a partir do xisto betuminoso, desenvolvido pela Petrobras na década de 80 e posteriormente abandonado devido ao alto custo do processo.
c)     Nacional do Álcool (Pró-Álcool), desenvolvido pelo governo federal nos anos 70, tendo sofrido um recuo na ultima década de (1990) devido a diminuição dos subsídios a produção.
d)    Mineral, desenvolvido pela Companhia Vale do Rio Doce desde a década de 70, que tinha como um dos objetivos substituir o petróleo pelo carvão vegetal.
e)     Hidrelétrico, de substituição do óleo combustível como fonte de energia das indústrias brasileiras pela eletricidade, desenvolvido como resposta ao Segundo Choque do Petróleo, em 1979.

16 (UFPE) – As hidrelétricas tem desempenhado um papel destacado no processo de desenvolvimento econômico do Brasil. No entanto, na fase de construção, as hidrelétricas causas diversos impactos diretos ao meio ambiente, tais como:
1.     esvaziamento demográfico com forte emigração urbana.
2.     possível alteração do trajeto do rio nas proximidades da obra.
3.     desmatamento para construção de estradas.
4.     terraplanagem para construção de obras de apoio.
5.     grandes mudanças climáticas regionais.
Estão corretas apenas
a)    1 e 5.
b)    2 e 4.
c)     3 e 5.
d)    1 e 2.
e)     2,3 e 4.
17(UEL-PR) Considere as afirmativas abaixo
      I. O cinturão carbonífero do Brasil esta localizado na região Sul, na parte oriental da Bacia do Paraná.
      II. No Brasil, a obtenção do carvão metalúrgico a partir do carvão mineral e suficiente para abastecer as usinas siderúrgicas do país.
      III. O carvão mineral e uma fonte de energia pouco expressiva no Brasil.
Assinale a alternativa correta
a)    Apenas as afirmativas I e III são verdadeiras.
b)    Apenas as afirmativas II e verdadeira.
c)     Apenas as afirmativas II e III são verdadeiras.
d)    Nenhuma afirmativa e verdadeira.
e)     Todas as afirmativas são verdadeiras.
18(UERJ) (...) O consumo nacional de derivados de petróleo acusa uma aascendência regular, que traduz o desenvolvimento das atividades do pais, não só quanto ao transporte mas também quanto a industria.
No entanto, (...) essa ascensão constante do consumo implica necessariamente num aumento das importações, com dispêndios crescentes de divisas, que poderão ser empregadas na compra de outras utilidades estrangeiras, quando o permitir a produção brasileira de óleo mineral.
       DEL, PRIORE, Mary ET AL(Orgs). Documentos de Historias do Brasil de Cabral aos anos 90. São Paulo Scipione, 1997.
Esse texto e parte da mensagem enviada por Getulio Vargas ao Congresso Nacional, em 1951, propondo a criação da Petrobras.
A leitura do texto permite concluir que o principal objetivo da Petrobras era o de:
a) ampliar a exportação de petróleo, obtendo mais divisas para a economia nacional.
b) aumentar a produção petrolífera, garantindo recursos para o desenvolvimento industrial.
c) incentivar a construção de rodovias, objetivando o aumento do consumo de petróleo e derivados.
d) desenvolver  a pesquisa petroquímica, gerando autonomia para o setor de produção de petróleo.
19 – Os carros a álcool já representavam cerca de 90% das vendas da industria automobilística brasileira na década de 1980, todavia não alcançavam hoje nem  0,1% da produção anual de 1,8 milhões de veículos.
Com relação a produção de álcool, os fatores que expressam corretamente uma comparação das diferenças entre os anos de 1980 e 1990, respectivamente, são
a)    formação da Opep, com racionamento de combustíveis, Guerra do Golfo, com aumento na produção de combustíveis.
b)    crise internacional dos combustíveis, com estímulos ao setor alcooleiro, queda nos preços do petróleo, com desinteresse na produção de álcool.
c)     criação do Programa Proálcool, com  estatização do setor sucroalcooleiro, programa de privatizações, com fechamento das usinas produtoras de álcool.
d)    expansão da fronteira agrícola, com incremento no plantio da cana –de –açúcar e álcool.
 

 

2 comentários:

  1. Pode me enviar o gabarito, por favor? Denise
    madefernanda@ig.com.br

    ResponderExcluir
  2. A resposta da 2 e a 3 no gabarito eu não entendi qual era.Pode colocar de outra forma?

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...